Paulinho Gogó | No Gogó do Paulinho

Teatro
  • Ingressos de R$ 35.00 a R$ 90.00

  • Teatro Goiânia
    R. 23, 252 - St. Central

  • Classificação Indicativa: 14 anos.

Paulinho Gogó | No Gogó do Paulinho

Teatro
  • Ingressos de R$ 35.00 a R$ 90.00

  • Teatro Goiânia
    R. 23, 252 - St. Central

  • Classificação Indicativa: 14 anos.

Selecione a data

Selecione o horário

A arte de fazer rir presente na personalidade do ator foi notada desde os tempos de escola, quando suas piadas e brincadeiras eram responsáveis por tirar risos dos mais sérios e calados da turma. E o dom da alegria só fez crescer.

 


Sua estréia nos palcos foi em 1993, quando fez parte do elenco do espetáculo infantil “A Bruxinha que era boa”, de Maria Clara Machado. A partir daí, Maurício Manfrini atuou em diversos espetáculos infantis sendo responsável, inclusive, pela composição das trilhas sonoras.

 


Em 1995, Manfrini iniciou a carreira de rádio-ator na Super Rádio Tupi do Rio de Janeiro participando do programa Patrulha da Cidade. E foi na Patrulha que o humorista criou seu personagem de maior sucesso, o Paulinho Gogó. O trabalho no rádio fez com que o ator fosse convidado para fazer dublagens para desenhos norte-americanos como “Os Simpsons” e para os seriados Chicago Hope e Arquivo X.

 


Em 1999 foi fazer o programa Na Boca Do Povo na Rede CNT apresentado por Wagner Montes e em 2001, Manfrini foi chamado pelo então redator da TV Globo, Eduardo Sidney (in memorian), para participar dos testes para o elenco da “Escolinha do professor Raimundo”. Aprovado, Paulinho Gogó passou a ser presença certa na sala de aula de Chico Anysio. Com o fim do programa, Paulinho Gogó foi convidado para fazer parte do programa A Praça é Nossa, do SBT, onde está desde 2004.

 


Além dos trabalhos em rádio e televisão, Manfrini realiza também shows em eventos empresariais nas diversas regiões do país. Com um humor irônico e muitas vezes debochado, o espetáculo é garantia certa de boas gargalhadas.

 


O Paulinho Gogó é um contador de histórias. Com um jeito bastante peculiar de falar, cheio de gírias e troca de sílabas, o morador do bairro da “Venda Velha”, vive de contar as virtudes e derrotas do seu dia a dia, que ele mesmo chama de “fatos venéreos”. Como diz o personagem: “Quem não tem dinheiro conta história!”

REGRAS PARA MEIA-ENTRADA

 

Estudantes (Com Carteira de Identificação Estudantil)

 

Pessoas com deficiência, inclusive seu acompanhante quando necessário.

 

Jovens com idade de 15 a 29 anos de baixa renda inscritos no Cadastro Único Para Programas Sociais do Governo Federal (Mediante a apresentação da Identidade Jovem, acompanhada de documento de identificação com foto expedido por órgão público e válido em todo o território nacional)

 

Idosos e Terceira Idade (Cartão de Aposentado ou RG para maiores de 60 anos)

 

Professores Rede Pública (Holerite ou Documento que comprove)

 

Diretores, Coordenadores Pedagógicos, Supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais, de acordo com a Lei Estadual 15.298/14.

 

(O direito ao benefício da meia-entrada é assegurado em 40% (quarenta por cento) do total dos ingressos disponíveis para cada evento)

 

 

Subtotal R$ 0,00